• A HISTÓRIA NÃO ISENTARÁ QUEM NÃO MERECE

    9 novembre 2017 | Editorial | Admin
  • A HISTÓRIA NÃO ISENTARÁ QUEM NÃO MERECE

    « Só não acaba o que não começou », diz DITADO BEAFADA.

    Penso nalguns dos grandes acontecimentos, apenas dos últimos CEM ANOS, que marcaram o MUNDO de forma assaz indelével para serem esquecidos. Podia apontar algumas das grandes invenções científicas que mudaram a vida e a face do mundo mas, inclino a favor destes:

    – A Primeira Guerra mundial começou em 1914 e acabou em 1918;
    – A Segunda Guerra Mundial foi iniciada em 1939 e terminada em 1945;
    – A Guerra Fria caracterizada por disputas estratégicas e conflitos indirectos entre a URSS e os EUA teve início em 1945, depois da Segunda Guerra Mundial, e, terminou em 1991 com a extinção da União Soviética.

    Marcaram a SUA ERA grandes personagens, DITADORES, designadamente, Hitler (Alemanha), Stalin (Rússia), Mussolini (Itália), Franco (Espanha), Salazar (Portugal) … etc…etc… etc… Não são referidos na HISTÓRIA pelos grandes fetos que fizeram tão só pelas maldades que perpetraram.

    A seu tempo os que viveram as horas difíceis animadas pela violência gratuita marcada por ódios, assassínios, violações dos direitos mais elementares do ser humano, morticínios diversos, concretamente, as diferentes gerações que se sucederam foram também marcadas directa ou indirectamente, de forma indelével, FÍSICA E PSICOLOGICAMENTE.

    Reportando à nossa história recente, pode-se apontar a Luta de Libertação Nacional iniciada em 1963 que volvido ONZE ANOS terminou (1974).

    Algumas horas difíceis pós-independência também foram superadas: os casos, as intentonas, as inventonas, os golpes de estado. O povo viveu, com maior ou menor intensidade, cada momento consoante a sua especificidade.
    Servem as observações feitas atrás apenas para sublinhar que, efectivamente, por mais dura que seja uma situação, um momento particular, uma etapa da vida, ACABA SEMPRE POR PASSAR À HISTÓRIA.
    HÁ GENTE QUE A HISTÓRIA NÃO ISENTARÁ DAS SUAS RESPONSABILIDADES!
    NÃO SE PODE ADIAR O NASCER E O PÔR-DO-SOL.

  • Governo e SINDEPROF: Memorando de Entendimento põe fim à grave

    Segundo o referido Memorando, prevê-se a assinatura em conformidade com a lei, dos processos de efectivação e de reclassificação dos professores pela entidade competente, bem com a implementação imediata do Estatuto da Carreira Docente após a sua revisão e aprovação. No Memorando o Governo compromete-se a efectuar a devolução de horários à todos os professores aos quais lhes [...]

    Read more

    Voluntários fazem limpeza no Hospital Militar Principal

    O quinto grupo dos finalistas da Unidade Escolar «23 de Janeiro», Bloco 2, com o objetivo de contribuir para a melhoria das condições higiênicas do hospital Militar, em Bissau realizou, no sábado trabalhos de limpeza voluntária no recinto daquele centro hospitalar, inclusive o tratamento do relvado. Na ocasião, o presidente da comissão organizadora dos trabalhos prometeu desenvolver [...]

    Read more

    O Presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, apelou esta quarta-feira aos políticos guineenses para aplicarem o Acordo de Bissau para acabar com o impasse político que o país vive. O Presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, apelou esta quarta-feira aos políticos guineenses para aplicarem o Acordo de Bissau para acabar com o impasse político que o país vive. Num comunicado [...]

    Read more

    QUEM VAI FAZER GUERRA NA GUINÉ?

    A crise em que o país está mergulhado há mais de um ano, pelos vistos, está a criar imagens virtuais que provocam ilusões ópticas em muita gente. Surgem profetas de mau agouro pressagiando devir próximo de um holocausto no país numa altura em que, acima de tudo, precisa-se de entendimento, paz e estabilidade. Não falam de mortos mas os subentendidos terríficos dos discursos que [...]

    Read more

    Movimento Nacional de Apoio a boa Governação defende busca de consenso como solução para actual crise política

    Abdel Abduramane Djalo, falava esta terça-feira numa conferência de imprensa para tornar público a intenção da sua organização na busca de solução para actual crise na ANP. Segundo este jovem activista é urgente encontrar consenso interno no seio do Partido Africano da Independencia da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) e na Assembleia Nacional Popular (ANP), para uma governação sólida da[...]

    Read more

    Minino di nha Terra

    27 janvier 2016 | Cultura
    Minino di nha Terra

    Minino di nha Terra Lundjo ma perto santado ma sin pressa gritos sunhos misti bidá bardade má ‘sperança cu confianca nó cumpanher minino ku na lanta ka bu dissa é robau mass kil ky di bó, bu liberdade dirito di vive na bu terra sin sinti kumá abó y di kintal sin cunsi trato de mufino Minino di nha terra É terra y ká kintal di nin Presidente y ká bulanha di políticos[...]

    Read more

    «Considero-me um cidadão político... cujo primeiro compromisso é com o país, a Guiné-Bissau»

    - Garante o escritor Fernando Casimiro “Didinho” Fernando Jorge Gomes da Fonseca Casimiro, “Didinho”, concedeu uma entrevista exclusiva a Gazeta de Notícias em que aborda as diversas facetas da actualidade guineense. Radicado em Portugal desde 1988, autor de vários artigos de opinião, autor de três obras literárias publicadas, “Didinho” define-se como “Humanista, pensador,[...]

    Read more

    No âmbito do Dia Nacional da literatura e poesia, a Associação Guineense dos Escritores (AGE) homenageou hoje, no Clube do Bairro d´Ajuda, o pioneiro da música guineense, José Carlos Schwartz. A iniciativa visa atribuir valor, como é habitual, à uma figura falecida ou viva, ligada a literatura ou música. As atividades comemorativas foram marcadas com récitas de poesias, atuação [...]

    Read more

    8 décembre 2009 | Djumbai

    Clicar aqui para Abrir o Djumbai        

    Read more

    Eliminatórias CAN2017 – Zambia - Guiné-Bissau (0-0)

    A Guiné-Bissau arrancou, em Lusaca, sábado, 13 de Junho, um precioso empate (0-0) frente à Zâmbia. A jornada de sábado da competição foi auspiciosa para os países africanos de expressão portuguesa. Depois da vitória copiosa de Cabo Verde sobre os irmãos de São Tomé e Príncipe – assim ditou o calendário – Angola venceu, em casa, a formação da República Centro Africana por [...]

    Read more

    Veja mais artigos >>