• Ano lectivo 2015-2016 : Ameaça de paralisação das aulas pelo SINDEPROF

    6 octobre 2015 | Sociedade | Admin
  • O Sindicato Democrático dos Professores (SINDEPROF) prometeu, hoje, avançar, no dia 20 do corrente mês, com um pré-aviso de greve no sector do ensino por alegado não cumprimento pelo governo do memorando de entendimento assinado entre as partes.

    Em entrevista concedida ao Gazeta de Notícias, o vice-presidente daquela organização sindical, Eusébio Có acusou o executivo, na pessoa da ministra Odete Semedo de não cumprimento da promessa de harmonização das letras na tabela de vencimento, não pagamento de retroactivos assim como o incumprimento da promessa da implementação da carreira dos docentes.

    Aquela organização sindical não determinou o período da vigência da greve e muito menos falou dos serviços mínimos.

    Eusébio Có reconheceu sinais de avanços significativos no concernente a problemática da harmonização das letras, cuja proposta já se encontra no Ministério da Função Pública, porém pediu, maior aceleramento do processo.

    Aquele sindicalista lamentou o facto de  existir professores que trabalharam ao longo de toda a vida e que actualmente já se encontram na idade de  reformas com um salário de  pouco mais de 29 mil francos CFA. « Como é que esta pessoa vai poder sustentar a sua família durante um mês », questionou.

    O vice-presidente do SINDEPROF explicou que a atribuição de carreira docente é uma lei do Estado e está no Boletim Oficial, pelo que  deve ser cumprida.

    O calendário escolar 2015/2016 recentemente divulgado pelo Ministério da Educação Nacional prevê o inicio das aulas nas escolas públicas o mais tardar até ao dia 19 de Outubro.

    Fadel Gomes