• A distribuição das viaturas oferecidas pelo Reino de Marrocos, que foram distribuídas aos Senhores Digníssimos Deputados da Nação sob a batuta do Presidente da República NÃO FOI PACÍFICA. O critério da distribuição (conforme opiniões expressas publicamente) lesou uns e beneficiou outros, quando devia ser igualitária ou em função do arbítrio das formações políticas com assento parlamentar.

    É um HÁBITO guineense. Tudo o que se faz, em qualquer domínio, gera acesa polémica; bate boca aqui, bate boca ali, bate boca acolá… Enfim, muita discussão! Mas por quê? Por que é que o guineense está PER-MA-NEN-TE-MEN-TE IN-SA-TIS-FEI-TO. Por quê? Por que é que isso sucede a toda a hora?

    É normal que perante cada situação nova haja divergências de pontos de vista. É salutar. Mas, todavia, vistas na globalidade, as iniciativas, as acções destinadas aos cidadãos, ao país, deviam sempre, mas sempre, aproximar os guineenses, reunir consensos independentemente de quem estiver na sua origem uma vez que são de interesse e de utilidade pública.

    Mas, por quê a insatisfação permanente do guineense?

    Governo – NÃO SATISFAZ!

    Presidente da República – NÃO SATISFAZ!

    Actuação dos Partidos Políticos – NÃO SATISFAZ!

    Assembleia Nacional Popular – NÃO SATISFAZ!

    A resposta para muitos casos é simples: Os protagonistas dos eventos (tomada de decisões que mexem com a vida nacional; erros de procedimento na gestão da coisa pública; violação de leis) criam condições para tal. Tomam decisões UNILATERAIS, sem consultar, sem dar cavaco a ninguém… Os CONSELHEIROS ou são descaradamente postos de lado ou… estes, cansados de « pregar no deserto », limitam-se a aquiescer com todos as decisões tomadas, tudo o que se faz, sendo, por via disso, cúmplices voluntários…

    Resultado: ZERO, NADA SATISFAZ.

    As boas intenções ficam onde estão; rumores ganham proporções gigantescas; a instabilidade eterniza-se… a insegurança instala-se e, por isso, o Comandante-Supremo das Forças Armadas TEM MEDO DO POVO… O Chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas TEM MEDO DO POVO… Consequentemente, NÓS TODOS TEMOS MEDO até das nossas próprias sombras.

    Relativamente a questão das « viaturas parlamentares »: De que vale chorar pelo leite derramado? Obviamente que uns choram (os que alegadamente foram injustiçados) outros riem. As viaturas foram distribuídas aos deputados. Se foram oferecidas pelo Presidente da República… então justifica-se a distribuição segundo os critérios por ele definidos e aplicados. Se, as viaturas não foram oferecidas ao Presidente da República mas, simplesmente, assumiu um protagonismo que não devia assumir então falhou redondamente. O Presidente da República é um órgão de soberania tal como o é a Assembleia Nacional Popular. Nesse caso o que devia ter sido feito, se as viaturas deviam chegar a ANP por intermédio do Presidente da República, era, pura e simplesmente, uma cerimónia de entrega e não de distribuição. Caberia ao órgão beneficiário fazer a distribuição e, após a conclusão, reportar ao Presidente da República como foi feita e quem foram os beneficiados. Agora colocam-se várias questões: As viaturas são de função ou pertença de quem recebeu? Questionando de outra forma: As viaturas são dos Partidos ou dos deputados? Para cada legislatura serão comprados 102 carros para os deputados?

    QUIÇÁ se JOMAV for reeleito haverá outros tantos carros para distribuir aos Digníssimos deputados.

    Depois de TRÊS ANOS de um exaustivo trabalho parlamentar, que marcou a crise política e institucional, os representantes do povo tiveram o justo prémio. Não haja dúvida.

  • PRESIDENTE DA ANP DENUNCIA ALEGADO ALICIAMENTO DE JUÍZES DO SUPREMO TRIBUNAL

    O líder do Parlamento da Guiné-Bissau, Cipriano Cassamá, denunciou terçoje um alegado aliciamento de juízes do Supremo Tribunal (STJ), que no próximo dia 04 de abril elegem o seu novo presidente. Segundo Cassamá, que falava num seminário hoje no Parlamento em Bissau, informações “veiculadas publicamente” indicam “investidas do poder político” no aliciamento de magistrados e [...]

    Read more

    O Movimento Nacional da Sociedade Civil para Democracia e Desenvolvimento (MNSCDD) exige ao Presidente da República, a exoneração do novo Primeiro-Ministro nomeado recentemente por sua própria iniciativa. No comunicado distribuído à imprensa, MNSCDD recomenda ao PR José Mário Vaz ouvir o PAIGC e outras formações políticas com assento parlamentar. Tendo mostrado surpreendido com a [...]

    Read more

    Ensino Público : Aberto novo ano lectivo 2015-2016

    O ano lectivo 2015/2016 sob o lema "De mãos dadas para uma Educação Inclusiva" foi aberto oficialmente esta segunda-feira (11 de outubro)  em Bissau, numa cerimónia presidida pela ministra da Educação Nacional, Maria Odete Costa Semedo. Na ocasião, a ministra explicou que o acto se realizou graças a coragem do seu pelouro, uma vez que o país se encontra mergulhado há dois meses numa [...]

    Read more

    ANTONIO GUTERRES E O NOVO SECRETARIO-GERAL DA ONU

    O Conselho de Segurança das Nações Unidas escolheu, esta quinta-feira, por unanimidade e aclamação o antigo primeiro-ministro português António Guterres como secretário-geral da organização. "O Conselho de Segurança recomenda à Assembleia-Geral que o senhor António Guterres seja designado como secretário-geral das Nações Unidas, entre 1 de janeiro de 2017 e 31 de dezembro de [...]

    Read more

    Em resposta ao apelo das organizações da sociedade civil guineense agrupadas na Aliança Nacional para Paz e Democracia que decidiu avançar para desobediência civil a nível nacional, hoje, o Sindicato  dos Motoristas e Rodoviários da Guiné-Bissau (SMR) revelou que não vai aderir à iniciativa, por considerar os atuais acontecimentos no país de cunho político e que devem ser resolvidos [...]

    Read more

    Voluntários fazem limpeza no Hospital Militar Principal

    O quinto grupo dos finalistas da Unidade Escolar «23 de Janeiro», Bloco 2, com o objetivo de contribuir para a melhoria das condições higiênicas do hospital Militar, em Bissau realizou, no sábado trabalhos de limpeza voluntária no recinto daquele centro hospitalar, inclusive o tratamento do relvado. Na ocasião, o presidente da comissão organizadora dos trabalhos prometeu desenvolver [...]

    Read more

    O crescimento económico guineense tem estado acima do registado na África subsaariana nos últimos três anos e deve ser potenciado, defendeu hoje o chefe da missão do FMI (Fundo Monetário Internacional) para a Guiné-Bissau, Tobias Rasmussen. Tobias Rasmussen falava na conferência "Guiné-Bissau Rumo ao Crescimento Sustentável", organizada pelo FMI no âmbito da quarta consulta daquela [...]

    Read more

    A CAMINHO DA RECONCILIAÇÃO NACIONAL

    A comissão preparatória da conferência nacional “caminhos para paz e o desenvolvimento” realizou no sábado um retiro em Canchungo com o objectivo de identificar, elaborar, e ajustar as definições do conceito reconciliação e adaptá-lo de forma a preparar os passos que se seguirão. O Padre Domingos da Fonseca presidente da comissão preparatória da Conferencia Nacional Caminho para[...]

    Read more

    REPÚBLICA DA GUINÉ-BISSAU MINISTÉRIO DAS PESCAS  ­­DIRECÇÃO-GERAL DA FORMAÇÃO E APOIO AO DESENVOLVIMENTO DAS PESCAS PROJET REGIONAL DES PECHES EN AFRIQUE DE L’OUEST (PRAO GUINEE-BISSAU)   APPEL À MANIFESTATION D’INTERET (AMI) POUR LE POSTE DE SPECIALISTE EN SUIVI ET EVALUATION DU PRAO- GUINEE BISSAU (PRAO-GB) Nº de Prêt/Crédit/Don : IDA PPF V0900 Projet ID : P161906[...]

    Read more

    AOS HOMENS DA ARTE?E CULTURA: OS ETERNOS PRESENTES SEMPRE ESQUECIDOS

    Sempre que um FIDJU DI TERA é chamado noutra partes do mundo por motivos outros distantes das "eternas crises" nacionais, rejubilamos, congratulamos por isso. Cada HOMENAGEM, cada premiação, reconhecimento sentido do talento, das capacidades de um FIDJU DI TERA, é a expressão de BALUR DI TCHON - FIDJU DI GUINÉ BALI PENA. Fora das reduzidas dimensões das politiquices que minam a [...]

    Read more

    Veja mais artigos >>