• “CARTÃO DE VISITA” DA GUINÉ-BISSAU – ABÚ CANTA E ENCANTA BISSAU COM ÁLBUM “MAIS UM CHANCE”

    22 décembre 2011 | Cultura | Admin
  • O jovem músico, Abubacar Bailó Camará (Abú) que para alguns críticos da música guineense “é uma promessa da nova geração de músicos capaz de levar o bom nome do país aos grandes palcos internacionais”, trouxe ao público o seu primeiro álbum discográfico intitulado “Mais Um Chance.”

    Eram por volta das 22 horas e alguns minutos do dia 10 do corrente mês que o jovem músico, mestrado em banca e finanças nas universidades senegalesas, subiu ao palco do espaço Lenox para apresentar ao público o seu primeiro álbum discográfico produzido em Dakar (Senegal).

    Conforme os organizadores do evento estava prevista a venda de três mil bilhetes mas, devido a limitação do espaço, acabaram por vender apenas cerca de mil bilhetes, deixando centenas de pessoas fora do recinto, que pretendiam entrar a todo o custo a fim de assistir o espectáculo daquele que é considerado “cartão de visita da Guiné-Bissau, Abubacar Bailó Camará”.

    O álbum “mais um chance” tem 15 faixas musicais entre os quais se pode destacar “Mais Um Chance, Jantar, Dan Bu Amor, e Gasolina.

    O lançamento do álbum contou com a participação de um outro jovem músico guineense, Ivo Cirilo Andrade (Ivex Pro) que ainda prossegue os seus estudos nas universidades senegalesas na área de arquitectura.

    Em declarações a Gazeta de Notícias depois de descer do palco, Abú explicou que já fazia a música no país antes de se deslocar a Dakar onde teve oportunidade de desenvolver mais o seu talento. Sublinhou que decidiu empenhar-se muito mais na música e não com a intenção de ganhar dinheiro, mas porque “quero elevar o nome da Guiné-Bissau a um outro nível, ou seja representar o nosso país nos grandes palcos”.

    “Depois de algum tempo entendi que era tempo de escrever músicas. Por isso, comecei a pensar na produção de música, com o intuito de fazer um álbum e, graças a Deus, consegui fazer o álbum que acabei de apresentar a instante. Espero que os guineenses e os meus fãs, em geral, a nível de todo o mundo, vão gostar do meu trabalho”, precisou.

    Indagado sobre o que quer dizer “mais um chance” o título do álbum, Abú explicou que toda a agente precisa da primeira oportunidade razão pela qual, pediu uma primeira oportunidade para poder apresentar ou fazer o que pode fazer.

    “Mais um chance, é mais uma oportunidade, mais uma experiência de poder demonstrar aos meus fãs e aos guineenses em geral aquilo que posso fazer”, disse o músico para de seguida, enfatizar que conseguiu fazer um grande esforço para que todas as suas musicais possam estar em nível aceitável, dado que para ele, hoje em dia o mercado exige mais qualidade de trabalho para poder competir com outros trabalhos.

    Este músico assegurou que depois da gravação do álbum estavam a pensar, qual a música que devia ser apresentada ao público para apreciação, e, foi assim que, por meio de sorteio, acabaram por escolher a música Jantar que fez vibrar os fãs deste músico nas diferentes discotecas do país.

    A reportagem da GN contactou igualmente o jovem músico, Ivo Cirilo Andrade (Ivex Pro) que antes da sua partida para o Senegal a fim de prosseguir os seus estudos universitários, estava integrado no grupo musical chamado “Parentes D” onde era conhecido por “Puto Filipado”.

    Ivex Pro disse que ele e Abu estavam sempre juntos e pertenciam ao mesmo grupo musical em Bissau antes de seguirem para estudar em Dakar, onde Abú prosseguiu com a ideia de cantar e um dia produzir álbum.

    “Foi Abú que me deu o nome de “Ivex Pro”, porque me considera produtor de música, mas eu não sou produtor de música. O meu trabalho é compor e fazer arranjos musicais. Abú trabalha comigo na parte de arranjos ele é que faz a percussão; eu faço arranjos melódicos através da viola baixo, guitarra, piano… e isso tudo é nível do programa informática”, explicou.

     

    Assana Sambú

  • Combate a criminalidade: Militares assumem a patrulha das ruas de Bissau

    Em nota informativa, o comandante do regimento dos Comandos, o coronel Baute Yampta Namam, refere que os seus elementos estão disponíveis para ajudar na manutenção da segurança. "Caso haja qualquer inconveniência nos bairros”, os cidadãos podem ligar para dois números de telefone disponibilizados pelos Comandos, lê-se na nota que tem sido difundida pelos órgãos de comunicação [...]

    Read more

    A Deontologia como dimensão éticO-PROFISSIONAL DOS SERVIDORES PÚBLICO - ALGUMAS EMULAÇÕES - Os Servidores públicos são pessoas que prestam serviços ao Estado e às entidades da Administração Pública, com remuneração paga pelos cofres públicos, sendo responsáveis pelo desenvolvimento dos Serviços Públicos, e consequentemente do País, a partir de contribuições que, [...]

    Read more

    « ARISTIDES PEREIRA : UM CONTURBADO DEPOIMENTO

    No seu Minha vida, nossa história[i], o ex-Presidente da República de Cabo-Verde confirma o perfil de alguém que à priori nada predestinava a endossar os altos cargos que finalmente  acabou por ocupar. Secretário-Geral do PAIGC por obrigação, Presidente da República à força, sem a ambição que engloba necessáriamente tais desafios, o homem foi arrastado pelos ventos hesitando [...]

    Read more

    UM GOVERNO DE CONSENSOS

    Dos resultados saídos das eleições, dos apelos da comunidade internacional e das vontades políticas internas, tendo como pano de fundo o espírito da inclusão, assim se formou o XXI governo da República da Guiné-Bissau empossado no passado dia 4 de Julho de 2014 pelo Presidente da República. Um governo liderado pelo Eng° Domingos Simões Pereira, Presidente do partido vencedor das [...]

    Read more

    «Considero-me um cidadão político... cujo primeiro compromisso é com o país, a Guiné-Bissau»

    - Garante o escritor Fernando Casimiro “Didinho” Fernando Jorge Gomes da Fonseca Casimiro, “Didinho”, concedeu uma entrevista exclusiva a Gazeta de Notícias em que aborda as diversas facetas da actualidade guineense. Radicado em Portugal desde 1988, autor de vários artigos de opinião, autor de três obras literárias publicadas, “Didinho” define-se como “Humanista, pensador,[...]

    Read more

    “CARTÃO DE VISITA” DA GUINÉ-BISSAU - ABÚ CANTA E ENCANTA BISSAU COM ÁLBUM “MAIS UM CHANCE”

    O jovem músico, Abubacar Bailó Camará (Abú) que para alguns críticos da música guineense “é uma promessa da nova geração de músicos capaz de levar o bom nome do país aos grandes palcos internacionais”, trouxe ao público o seu primeiro álbum discográfico intitulado “Mais Um Chance.” Eram por volta das 22 horas e alguns minutos do dia 10 do corrente mês que o jovem músico,[...]

    Read more

    PM Embaló promete incentivar partidos a acabarem com a crise política no país

    O novo primeiro-ministro Umaro Sissoco Embaló disse que vai falar com todos os partidos representados no parlamento para incentiva-los a acabarem com a crise política que assola o país há 15 meses. Empossado no cargo na sexta-feira pelo Presidente José Mário Vaz, o novo primeiro-ministro partiu no sábado para uma visita de trabalho ao senegal onde, disse, que ia fazer o ponto da [...]

    Read more

    O líder do Movimento Patriótico manifestou-se sexta-feira contra uma eventual constituição de um Governo de unidade nacional, mostrando a sua inexistência na Constituição da República. Por isso, defende que se não for o PAIGC, se não for uma nova maioria, então que se dissolva a Assembleia Nacional Popular permitindo ao povo eleger novos parlamentares. José Paulo Semedo lembrou [...]

    Read more

    Não é por acaso que o Presidente da República, José Mário Vaz, não marcou presença, quando devia presidir o acto da celebração da efeméride do 3 de Agosto e a cerimônia de entrega das obras de requalificação da Praça dos Mártires de Pindjiguiti que veio a ser, presidido pelo presidente da ANP, Cipriano Cassamá, que no seu discurso se preocupou em tecer elogios ao governo e trazer a[...]

    Read more

    MANCHAS DE PÓLVORA NA ROSEIRA E NO CAPIM

    Luis Carlos Alves de Melo*  Disna, i ka di aos ku tera tindji di burmedju, ku sukuru bisti bom dia (não é de hoje que a terra se tinge de vermelho, e que a luz se transforma em escuridão). A citação com a qual este artigo principia ilustra um dos capítulos de uma obra pouco difundida na esfera cultural: trata-se do livro Entre a Roseira e a Pólvora, o Capim[1], da poetisa guineense [...]

    Read more

    Veja mais artigos >>