• Eliminatórias CAN2017 – Zambia – Guiné-Bissau (0-0)

    14 juin 2015 | Cultura | Admin
  • A Guiné-Bissau arrancou, em Lusaca, sábado, 13 de Junho, um precioso empate (0-0) frente à Zâmbia.

    A jornada de sábado da competição foi auspiciosa para os países africanos de expressão portuguesa. Depois da vitória copiosa de Cabo Verde sobre os irmãos de São Tomé e Príncipe – assim ditou o calendário – Angola venceu, em casa, a formação da República Centro Africana por 4-0.

    Os tentos angolanos foram apontados por Gelson, 35 e 63 minutos, Dolly Menga 5 minutos e Gilberto aos 90 +4.

    Este domingo, 14 de Junho, Moçambique recebe em casa o conjunto do Ruanda e Guiné Equatorial é anfitriã do Benin.

    Angola venceu Centro Áfricana, Moçambique e Guiné Equatorial jogam hoje, domingo, frente a Ruanda e Benin respectivamente.

    São os encontros a contar para a primeira jornada dos grupos das eliminatórias para o Campeonato de África das Nações em futebol sénior (CAN-2017).

    A Tunísia construiu a maior goleada (8-1) suplantando os cabo-verdianos (7-1).

    Os ‘Djurtus’ da Guiné-bissau viajaram até Lusaka para dividir os pontos com a toda poderosa selecção da Zâmbia. Um começo brilhante para os bissau-guineenses que ainda têm, no Grupo-E, por adversários Congo e Quénia que se defrontam hoje, domingo, 14 Junho.

    Guiné Conakry escorrega perante Suazilândia

    O Syli National da Guiné (Conakry) escorregou frente a Suazilândia num jogo efectuado em Marrocos, por 1-2.

    Os ‘suazis’ marcaram primeiro por intermédio de Tony Tsabedze, aos 13 minutos do jogo.

    Os guineenses igualaram o marcador, aos 69 minutos, numa jogada concluída com sucesso por François Kamano. Mas no fim do encontro o azar (?) bateu à porta dos guineenses. Boubacar Fofana perdeu a bola em zona proíbida e Tony Tsabedze aproveitou para bisar aos 85 minutos e ditar a derrota dos sucessores Papa Camara.

    Senegal ‘abateu’ os andorinhas do Burundi

    O Senegal venceu, em Dacar, o Burundi, cuja selecção de futebol é conhecida por Andorinha, por 3-1 na primeira jornada do Grupo-K.

    Na marcação de um penalti, aos 15 minutos, Moussa Konaté marca o primeiro tento senegalês. Os burundeses não estava a ver a banda passar e ripostara, aos 58 minutos igualando por intermédio de Fiston Abdoul Razak.

    Quatro minutos depois, o seneglês Mame Biram Diouf coloca a sua equipa em vantagem e no minuto 90, Sadio Mané consolida a vitória senegalesa por 3-1.

    Mali inflige derrota a jovem formação sul-sudanesa.

    Os tentos de Modibo Maiga (16 minutos) e Salif Coulibaly (29) foram suficientes para o Mali ultrapassar a jovem turma do Sudão do Sul, independente há bem pouco tempo que ficou reduzida a 10 unidades devido a uma expulsão.

    África do Sul posta em cheque pela Gâmbia

    Um nulo foi o resultado arrancado em Durban na África do Sul. Os gambianos deixaram os sul africanos sem reacção ao arrancar um ponto aos Bafana-bafana. As duas equipas esperam agora para ver qual o resultado no encontro de domingo, 14 de Junho, entre Camarões e Mauritânia para este Grupo-M das eleiminatórias para o CAN-2017.

    Nigéria laboriosa frente ao Tchade

    Os nigeriano estiveram como operários para conseguir esta vitória de 2-0 frente ao Tchade. Gbolahan Salami apontou o primeiro golo aos 59 minutos e Odion Ighalo que esteve na origem do primeiro tento, conclui da melhor maneira uma grande penalidade a favor da Nigéria.

    Mas momento depois acabaria por ser expulso por se ter embrulhado com um adversário.

    Burkina Faso cumpriu a sua missão

    Favorito para este encontro frente aos Comores, Burkina Faso acabou por cumprir a sua tarefa com naturalidade acabando por ganhar a partida 2-0.

    Aristide Bancé (60 minutos) e Jonathan Zongo (80) form os marcadores de serviço. Assim junta-se à Uganda no topo da classificação deste Grupo-D. Pois Uganda venceu, entre portas, a turma do Botsuana por 2-0.

    Malaui, 1 – Ziumbabué, 2

    Uma boa parada para zimbabueanos que, em pleno ‘Stadium’ de Blantyre arrancaram uma vitória por 1-2.Malajila, aos 23 minutos e Billiat, aos 83 minutos fizeram o gosto o pé a favor de Zimbabué e John Banda marcou para os donos da casa, aos 24 minutos da partida. Este Grupo –L é comandado, após a primeira jornada com três pontos por Zimbabué e Suazilândia depois desta ter derrubado surpreendentemente a Guiné Conakry.

    Argélia, 4 – Seicheles, 0

    A Argélia impôs-se frente à frágil formação de Seicheles por um contudente 4-0. Os golos foram de autoria de Slimani (22), Soudani (33 e 47 minutos) e Bentalib, aos 90+1 minutos do jogo.

    Tunisinos constróem a maior goleada.

    Os tunisinos entraram furioso em campo e não deram trégua à turma do Djibuti. 8-1 é até agora a maior goleada desta primeira jornada das eliminatórias do CAN-2017, suplantando o copioso resultado construído pelos cabo-verdianos (7-1) sobre os santomenses.

    Resultados da 1ª jornada Elimintórias CAN-2017:

    Sexta-feira, 12 de Junho:
Guiné Conkry, 1 – Suazilândia, 2 (Grupo-L);

    Marrocos, 1 – Líbia, 0 (Grupo-F);

    Tunísia, 8 – Djibuti, 1 (Grupo-A);

    Sábado, 13 Junho:
Malaui, 1 – Zimbabué, 2 (Grupo-L);

    África do Sul, 0 – Gâmbia, 0 (Grupo-M);
Zâmbia, 0  – Guiné-Bissau, 0 (Grupo-E);

    Uganda, 2 – Botsuana, 0 (Grupo-D);
Angola, 4 – Centro Africana, 0 (Grupo-B);
Nigéria, 2 – Tchade, 0 (Grupo-G);
Cabo Verde, 7 – São Tomé e Príncipe, 1 (Grupo-F);
Burkina Faso, 2 – Comores, 0 (Grupo-D);
Senegal, 3 – Burundi, 1 (Grupo-K);
Mali, 2 – Sudão do Sul, 0 (Grupo-C);
Argélia, 4 – Seicheles, 0 (Grupo-J).

    Domingo, 14 Junho:
Moçambique,  – Ruanda, (Grupo-H);

    Etiópia,  – Lesoto, (Grupo-J);
Camarões,  – Mauritânia,  (Grupo-M);
Congo,  – Quénia, (Grupo-E);
RD Congo,  – Madagáscar, (Grupo-B);
Guiné Equatorial,  – Benin, (Grupo-C);
Gana,  – Maurícias, (Grupo-H);
Níger,  – Namíbi, (Grupo-K);
Togo,  – Libéria, (Grupo-A);
Gabão,  – Costa de Marfim, (Grupo-I);
Egipto,  – Tanzânia, (Grupo-Grupo-G) e
Sudão,  – Serra Leoa, (Grupo-I).

  • FALAR RECONCILIAÇÃO FAZER EXCLUSÃO

    Dá muito jeito falar de reconciliação na Guiné-Bissau, porque no mercado politico nacional é produto que se procura desesperadamente, a ponto de, na maioria dos casos, comprarmos gato por lebre sem nos importarmos com o bichano que compramos. Precisamos dela como de água no deserto. Essa dramática necessidade, paradoxalmente tem sido aproveitada mais para se ocupar centros de decisão e [...]

    Read more

    Para evitar pagamento criadores de gado resistem à vacinação de animais

    "Estamos a deparar com alguns entraves provocados pela resistência de algumas pessoas em vacinar os gados, alegando falta dinheiro; mas, pela injeção de cada animal cobramos um preço muito simbólico”. O esclarecimento é do vice-presidente da Associação dos Criadores de Gado, aquando do início da campanha de vacinação de gado hoje na cidade de Bafatá. Os trabalhos desenvolvidos [...]

    Read more

    No âmbito do Dia Nacional da literatura e poesia, a Associação Guineense dos Escritores (AGE) homenageou hoje, no Clube do Bairro d´Ajuda, o pioneiro da música guineense, José Carlos Schwartz. A iniciativa visa atribuir valor, como é habitual, à uma figura falecida ou viva, ligada a literatura ou música. As atividades comemorativas foram marcadas com récitas de poesias, atuação [...]

    Read more

    ARMANDINHO SÁ COORDENADOR DA AMBFM À GN – “LUTAMOS PELO DIREITO À HABITAÇÃO”

    Depois de concluir o curso de engenharia civil em Cuba, em 2000, de regresso à Guiné-Bissau transitou por Lisboa onde tencionava passar uns tempos, mas acabou por ficar até hoje. Não exerce a sua profissão, mas está envolvido no ativismo social, da habitação e da imigração há mais de oito anos, em Portugal. Adquiriu conhecimento na área do empreendedorismo, passando a ensinar os [...]

    Read more

    Assaltada por um vazio, deito a mão ao actual livro de cabeceira, a compilação “Pensar para Melhor Agir”, das intervenções do Fundador das nacionalidades GB e CV, Amilcar Cabral, no Seminário de Quadros, 1969. E leio: “ Alguns camaradas, mesmo entre os que estão sentados nesta sala, têm a tendência de procurar comodidades à medida que crescem as suas responsabilidades. Há [...]

    Read more

    Reações: LGDH acusa Presidente da República de ignorar esforços dos parceiros

    O secretário Nacional da Comunicação e porta-voz da Liga Guineense dos Direitos Humanos (LGDH) garantiu, hoje, na sede da organização em Bissau, que o derrube do Governo pelo Presidente da República foi uma decisão isolada e projetada. Durante a comunicação a imprensa Alex Bassuko Santos Lopes disse que, infelizmente, perante todo este cenário José Mário Vaz optou por uma decisão [...]

    Read more

    QUEM VAI FAZER GUERRA NA GUINÉ?

    A crise em que o país está mergulhado há mais de um ano, pelos vistos, está a criar imagens virtuais que provocam ilusões ópticas em muita gente. Surgem profetas de mau agouro pressagiando devir próximo de um holocausto no país numa altura em que, acima de tudo, precisa-se de entendimento, paz e estabilidade. Não falam de mortos mas os subentendidos terríficos dos discursos que [...]

    Read more

    O Sindicato Democrático dos Professores (SINDEPROF) prometeu, hoje, avançar, no dia 20 do corrente mês, com um pré-aviso de greve no sector do ensino por alegado não cumprimento pelo governo do memorando de entendimento assinado entre as partes. Em entrevista concedida ao Gazeta de Notícias, o vice-presidente daquela organização sindical, Eusébio Có acusou o executivo, na pessoa da [...]

    Read more

    Mamadu Iaia Djaló, líder do Partido da Nova Democracia (PND), demitiu-se esta sexta-feira das funções de conselheiro especial do Presidente da República por questões de "honestidade política". Em carta dirigida ao Presidente José Mário Vaz, o líder do PND justifica a sua decisão alegando "questões de princípios, coerência, transparência e honestidade política" como motivos que o[...]

    Read more

    Greve de professores: SINDEPROF agenda marcha pacífica de reivindicação contra o silêncio do governo

    O SINDEPROF (Sindicato Democrático dos Professores) agendou uma marcha pelas ruas de Bissau esta quinta-feira como forma de chamar a atenção para as causas da reivindicação em curso. É necessário acompanhar a actual greve da classe com uma marcha pacífica no sentido de informar a opinião pública nacional e internacional sobre a posição do governo relativamente as reivindicações da[...]

    Read more

    Veja mais artigos >>