• Governo e SINDEPROF: Memorando de Entendimento põe fim à grave

    6 novembre 2015 | Sociedade | Admin
  • Segundo o referido Memorando, prevê-se a assinatura em conformidade com a lei, dos processos de efectivação e de reclassificação dos professores pela entidade competente, bem com a implementação imediata do Estatuto da Carreira Docente após a sua revisão e aprovação.

    No Memorando o Governo compromete-se a efectuar a devolução de horários à todos os professores aos quais lhes foram retirados no ano lectivo 2014/2015, ouvindo as partes em litígio.

    Por sua parte, o SINDEPROF comprometeu-se em suspender a greve em curso, condicionando-a ao cumprimento do presente Memorando de Entendimento.

    Por fim as partes concordaram em criar uma Comissão Mista de Seguimento de todos os processos relacionados às reivindicações nomeadamente, harmonização de letras, efectivação, requalificação e pagamento dos retroactivos dos professores.

    As partes concordaram também em fazer  lobbing junto do Governo e da Assembleia Nacional Popular com vista a inclusão das dívidas no Orçamento Geral do Estado 2016 e discussão da proposta de revisão do Estatuto de Carreira Docente no homiciclo nacional.

    No final do encontro o Director-geral do Ensino Secundário, Geraldo Indequi afirmou que o acto não significa o fim de todos os problemas, pois existem alguns pontos do Memorando que estão ainda em curso.

    “Doravante vamos passar a dar seguimento junto do Ministério das Finanças, entidade que paga salários, no sentido de se proceder a transferência de dinheiros para a conta de todos os professores”, prometeu Indequi.

    Prometeu acionar todos os mecanismos com vista a concretização do referido acordo.

    Por sua vez, o Presidente do SINDEPROF disse esperar que as partes assumam as suas responsabilidades no sentido de tornarem uma realidade os pontos constantes no memorando, depois de vários já assinados e não concretizados.

    “Tanto o sindicato como o Governo, que cada um assuma a sua responsabilidade, caso contrário voltaremos a carga com novas greves”, afirmou.

    Laureano Pereira disse ter informações de que os professores estão a ser perseguidos pelos respectivos diretores nas suas escolas, concretamente, na região de Oio (Binar) e várias outras regiões do país.

    “As políticas de intimidações, de ameaças e perseguições não abonam em nada o sistema de ensino do país”, disse.

    Laureano Pereira exorta à todos os professores a voltarem para as salas de aulas.

    Fadel Gomes da Silva

  • ANTONIO GUTERRES E O NOVO SECRETARIO-GERAL DA ONU

    O Conselho de Segurança das Nações Unidas escolheu, esta quinta-feira, por unanimidade e aclamação o antigo primeiro-ministro português António Guterres como secretário-geral da organização. "O Conselho de Segurança recomenda à Assembleia-Geral que o senhor António Guterres seja designado como secretário-geral das Nações Unidas, entre 1 de janeiro de 2017 e 31 de dezembro de [...]

    Read more

    Governo inviabiliza marcha dos professores

    Segundo Laureano Pereira, estes tipos de atitudes não são correctos, porque são uma violação aos direitos humanos, a liberdade de expressão, a liberdade de opinião e de manifestação dos professores. Afirmou que no quadro da preparação da marcha pacífica, entregou, na última segunda-feira, uma nota ao ministério do Interior e ao presidente da Câmara Municipal de Bissau, com vista [...]

    Read more

    A Deontologia como dimensão éticO-PROFISSIONAL DOS SERVIDORES PÚBLICO - ALGUMAS EMULAÇÕES - Os Servidores públicos são pessoas que prestam serviços ao Estado e às entidades da Administração Pública, com remuneração paga pelos cofres públicos, sendo responsáveis pelo desenvolvimento dos Serviços Públicos, e consequentemente do País, a partir de contribuições que, [...]

    Read more

    8 décembre 2009 | Djumbai

    Clicar aqui para Abrir o Djumbai        

    Read more

    O Presidente do Sindicato Democrático dos Professores (SINDEPROF) disse esta terça-feira (11 de 10) que os professores não podem continuar a receber "magros salários" e a terem uma vida "altamente miserável" e numa condição de insuficiência de salas de aulas. No acto do fecho e da abertura do ano escolar (2015-2016 e 2016-2017) Laureano Pereira da Costa disse que os tempos que agora [...]

    Read more

    PAIGC É UM MAL NECESSÁRIO?

    A Guiné-Bissau vive uma grave crise política e institucional quando, em condições normais, devia estar longe dessa situação devido a particularidade do cenário político. Vencedor das eleições democráticas de 2014, o PAIGC, apoiante do candidato presidencial vitorioso, enquanto primeira força política do país tem vindo a demonstrar incapacidade de gerir o poder absoluto que detém. [...]

    Read more

    CRISE INTERNA DO PAIGC FALSO DILEMA

    Reflexão de Ernesto Dabó em saudação ao 44º aniversário da independência da Guiné-Bissau. No passado dia 15 deste Setembro nacional, recebi convite da Comissão organizadora da CONFERÊNCIA NACIONAL DE REFLEXÃO PARA SALVAÇÃO DO PAIGC DE CABRAL, patrocinado pelo grupo dos 15, sob o lema: “UM PAIGC REUNIFICADO E COESO PARA ENFRENTAR FUTUROS DESAFIOS”. Confesso que acolhi o convite[...]

    Read more

    AS FINANÇAS PÚBLICAS: Problemas e Soluções (2)

    O pagamento do salário, na Guiné-Bissau, constitui um das questões que afectam consideravelmente o funcionamento normal das instituições do país e, consequentemente, contribui para a sua fragilização, originando distorções e injustiças gritantes na sua Administração Pública. A título ilustrativo, verifica-se que o salário auferido por um servente é pago 60 vezes pelo mais alto [...]

    Read more

    PR JOMAV ESTÁ Satisfeito COM O "AMBIENTE QUE VIVE HOJE NA GUINÉ BISSAU" MAS ... HÁ QUESTÕES QUE INTIMAM O GUINEENSE "A alteração da Constituição não é matéria da competência do Presidente da República, é matéria da competência dos guineenses e dos políticos. É uma matéria da exclusiva competência do povo e compete ao povo falar sobre isso", disse no dia 13 de setembro (era [...]

    Read more

    Da Guiné portuguesa à Guiné-Bissau O RETRATO DE UM PAÍS A SERPEAR NO «MAR DE ESCOLHOS» E INCERTEZAS

    A Guiné-Bissau, Pátria de Cabral, de Homens valorosos e corajosos, está situada na costa ocidental da África. Presumo que o(a) leitor(a) já terá ouvido falar deste lindo país que nos últimos anos tem ocupado as primeiras páginas dos maiores jornais do mundo que, diariamente, editam milhares de exemplares e são consultados on-line por milhões de leitores. Passou nos telejornais e nas [...]

    Read more

    Veja mais artigos >>