• Governo inviabiliza marcha dos professores

    29 octobre 2015 | Sociedade | Admin
  • Segundo Laureano Pereira, estes tipos de atitudes não são correctos, porque são uma violação aos direitos humanos, a liberdade de expressão, a liberdade de opinião e de manifestação dos professores.

    Afirmou que no quadro da preparação da marcha pacífica, entregou, na última segunda-feira, uma nota ao ministério do Interior e ao presidente da Câmara Municipal de Bissau, com vista a informar da decisão do SINDEPROF em realizar uma manifestação pacífica reivindicando os seus direitos lesados.

    “Não recebemos nenhuma carta da parte do Ministério do Interior a informar da impossibilidade da realização da marcha. Mas esta manhã as forças da ordem chegaram no local de concentração e bloquearam a manifestação sob ordens do governo”, denunciou Laureno Pereira.

    Acusou o executivo de estar a impedir a marcha dos professores até ao ponto de ameaçar os manifestantes com torturas e tiros.

    “Os professores não podem ser impedidos de fazerem as suas reivindicações e marchas. Si hoje em dia o professor guineense recebe um salário magro de vinte e nove mil (29) francos cfa será que não tem direito de se manifestar contra a tal situação que é incompatível ao seu nível de vida?”, questionou.

    No comunicado do Governo, produzido esta quarta-feira (28 do corrente), a que GN teve acesso, entre outros, apelou a censura compressiva do SINDEPROF e todas as suas estruturas, no sentido de protelar a marcha prevista para hoje a fim de permitir ao executivo apreciar, em profundidade, o teor das reivindicações.

    Ainda a nota, exortou o SINDEPROF a participar ainda hoje, na reunião entre os ministérios da Educação e das Finanças, a fim de debaterem e adoptarem uma nova calendarização para o cumprimento do acordo entre as partes.

    Apelou aos pais e encarregados de educação à aconselharem os seus educandos à abdicarem de participar da referida marcha.

    Porém, o governo solicitou as forças da ordem e segurança pública no sentido de tomarem todas as disposições legais por forma a salvaguardarem o clima de paz e da tranquilidade que o país vem registando, precavendo-se assim de eventuais desacatos.

    Por fim, o governo demonstrou-se disponível em privilegiar o diálogo e a concertação como melhor via para a obtenção de consensos sobre matérias objeto de reivindicação.

    Fadel Gomes da Silva

  • Não é por acaso que o Presidente da República, José Mário Vaz, não marcou presença, quando devia presidir o acto da celebração da efeméride do 3 de Agosto e a cerimônia de entrega das obras de requalificação da Praça dos Mártires de Pindjiguiti que veio a ser, presidido pelo presidente da ANP, Cipriano Cassamá, que no seu discurso se preocupou em tecer elogios ao governo e trazer a[...]

    Read more

    ENCONTRO/CONVÍVIO EM LISBOA DIA DA COMUNIDADE GUINEENSE EM PORTUGAL

    Os guineenses residentes em Portugal reuniram-se, no sábado dia 10 de Novembro, no Mercado da Ribeira, em Lisboa, para um djubaiinformal sobre a vida da comunidade na diáspora e a atual situação que se vive na Guiné-Bissau.  Espetáculos musicais, desfile de moda, lançamento de livros, exposição de artesanato e gastronomia foram os ingredientes da festa que começou a tarde e terminou[...]

    Read more

    CHUVA DE RUMORES EM BISSAU - POPULARIDADE DE JOMAV AQUÉM DE ZERO

    CHUVA DE RUMORES EM BISSAU - POPULARIDADE DE JOMAV AQUÉM DE ZERO O PAÍS VAI MAL. No espaço de dois anos o actual Governo é o QUINTO Governo da legislatura. Há salários em atraso; o Executivo governa sem Programa nem Orçamento (o limite legal do recurso a duodécimos foi atingido); as escolas públicas estão encerradas devido a greve dos professores. A Assembleia Nacional Popular [...]

    Read more

    ACORDO DE CONAKRY: FIM DA CRISE OU CRISE EM STAND BY?

      "Ter razão não dá razão", diz-se algures. A crise despoletada em Agosto de 2015 com a demissão do primeiro Governo da legislatura pelo Presidente da República, levou que tentativas várias fossem feitas para serenar os ânimos (no círculo do PAIGC), enquanto em níveis mais amplos, multilaterais, eram desenvolvidas iniciativas e acções que acabaram por envolver a comunidade [...]

    Read more

    GUINÉ-BISSAU: De politiquices à instabilidade crónica

    Transitamos para a democracia, mas não olhamos atrás para ver se as raízes do colonialismo e da ditadura estão mortas.   Recentemente o país completou um ano de crise institucional entre e intra órgãos de soberania que o deixou sem norte e nem rumo face aos propósitos do desenvolvimento e de boa governação. O atual contexto de incerteza alicerçado num obscurantismo [...]

    Read more

    A Deontologia como dimensão éticO-PROFISSIONAL DOS SERVIDORES PÚBLICO - ALGUMAS EMULAÇÕES - Os Servidores públicos são pessoas que prestam serviços ao Estado e às entidades da Administração Pública, com remuneração paga pelos cofres públicos, sendo responsáveis pelo desenvolvimento dos Serviços Públicos, e consequentemente do País, a partir de contribuições que, [...]

    Read more

    CARTA ABERTA AO ENGº CIPRIANO CASSAMÁ

    Fernando Ka Como guineense preocupado com os tristes acontecimentos no país, agitados por gente sem escrúpulos, cuja única mira é chegar ao poder a todo o custo, mesmo que seja para passar por cima de cadáveres. Sinto-me indignado com a forma de que se tem servido para atingir o seu objectivo e tudo a que pode deitar a mão serve. O senhor tem sido acusado de instigador do conflito de [...]

    Read more

    LABARÊMU (PRÉMIO)   Ultrapassados os escolhos que dificultavam o entendimento das partes desavindas envolvidas na crise engendrada com a demissão do primeiro governo da legislatura ora prorrogada, assiste-se a acertos aqui protagonizados pelos Partidos com assento parlamentar aqui e ali no quadro da distribuição e preenchimento de CARGOS DE RESPONSABILIDADE na administração [...]

    Read more

    A HISTÓRIA NÃO ISENTARÁ QUEM NÃO MERECE "Só não acaba o que não começou", diz DITADO BEAFADA. Penso nalguns dos grandes acontecimentos, apenas dos últimos CEM ANOS, que marcaram o MUNDO de forma assaz indelével para serem esquecidos. Podia apontar algumas das grandes invenções científicas que mudaram a vida e a face do mundo mas, inclino a favor destes: - A Primeira Guerra [...]

    Read more

    Ensino Público : Aberto novo ano lectivo 2015-2016

    O ano lectivo 2015/2016 sob o lema "De mãos dadas para uma Educação Inclusiva" foi aberto oficialmente esta segunda-feira (11 de outubro)  em Bissau, numa cerimónia presidida pela ministra da Educação Nacional, Maria Odete Costa Semedo. Na ocasião, a ministra explicou que o acto se realizou graças a coragem do seu pelouro, uma vez que o país se encontra mergulhado há dois meses numa [...]

    Read more

    Veja mais artigos >>