• Líder do PND demite-se do cargo de Conselheiro Especial do PR JOMAV

    6 mai 2017 | Politica | Admin
  • Mamadu Iaia Djaló, líder do Partido da Nova Democracia (PND), demitiu-se esta sexta-feira das funções de conselheiro especial do Presidente da República por questões de « honestidade política ».

    Em carta dirigida ao Presidente José Mário Vaz, o líder do PND justifica a sua decisão alegando « questões de princípios, coerência, transparência e honestidade política » como motivos que o levam a deixar de ser conselheiro do chefe de Estado.

    « Esta decisão vem na sequência do posicionamento político do Partido da Nova Democracia (PND) em relação à formação do atual Governo e ainda em relação ao posicionamento do mesmo sobre o Acordo de Conacri », diz Iaia Djaló.

    Na carta de pedido de demissão, Iaia Djaló afirma ainda que, na qualidade de líder do PND, se sente na obrigação de assumir as suas responsabilidades partidárias e ainda alinhar-se com os valores da democracia.

    Mamadu Iaia Djalo foi nomeado conselheiro especial do Presidente José Mário Vaz a 16 de Outubro de 2016.

    O PND, UM, PCD e PAIGC são os quatro partidos com assento parlamentar que não reconhecem o Governo liderado pelo General Umaro Embaló cuja demissão exigem ao Chefe de Estado.

    Dos cinco partidos representados na Assembleia Nacional Popular apenas o Partido da Renovação Social (PRS), liderado por Alberto Nambeia integra oficialmente o actual Governo que as restantes formações políticas consideram “ilegal” e “inconstitucional”.

    As quatro formações políticas acusam o Presidente José Mário Vaz de incumprimento do Acordo de Conakry ao nomear Umaro Embaló como primeiro-ministro depois da demissão de Baciro Dja.

    O acordo é um instrumento político patrocinado pela Comunidade Económica de Estados da África Ocidental (CEDEAO) para saída da crise política na Guiné-Bissau, que prevê a formação de um Governo integrado por todos os partidos representados na ANP e que a figura do primeiro-ministro seja de consenso e de confiança do Chefe de Estado.

  • PAIGC DIVIDIDO, O PAÍS À DERIVA!

    Após as últimas eleições tidas como justas e transparentes, ainda não percebi quando foi findado o governo de transição. Até agora não senti esse corte. Sinto que ainda vivemos na transição para a estabilidade e tranquilidade verdadeira e necessária! Verdadeira no sentido transparente: sem “jogos e joguinhos”, sem dia de “cair”. Estamos sempre na espectativa! Todo este [...]

    Read more

    A QUEDA DO GOVERNO NÃO É NOVO E NÃO PASSA DO “DÉJÀ-VU”

    O gesto de demissão do Governo bissau-guineense, procedido ontem (12.08,2015) pela S Ex. Sr. Presidente da República da Guiné-Bissau é mau, uma loucura!  Mas enfim, ele não é novo e não passa do “déjà-vu” dos últimos 21 anos da instituição e “exercício” da nossademocracia pluralista, multipartidária e parlamentar. As 1aseleições de 1994 constituiram o pontapé de [...]

    Read more

    Dezanove (19) dos 190 fiéis muçulmanos não puderam ir à peregrinação na cidade Santa de Meca, este ano, para cumprirem o quinto pilar do Islão, mesmo pagando os 2.250.000 F CFa (dois milhões e duzentos e cinquenta mil francos CFA) exigidos a cada peregrino. Segundo informações disponíveis o alto comissário nacional para peregrinação aos lugares sagradas de Arábia Saudita não [...]

    Read more

    Para evitar pagamento criadores de gado resistem à vacinação de animais

    "Estamos a deparar com alguns entraves provocados pela resistência de algumas pessoas em vacinar os gados, alegando falta dinheiro; mas, pela injeção de cada animal cobramos um preço muito simbólico”. O esclarecimento é do vice-presidente da Associação dos Criadores de Gado, aquando do início da campanha de vacinação de gado hoje na cidade de Bafatá. Os trabalhos desenvolvidos [...]

    Read more

    A INVENCIBILIDADE DO CABRALISMO

    A primeira Republica apontou como desígnio da sociedade guineense a RECONSTRUÇÃO NACIONAL. Nada mais justo e coerente com o facto de que a proclamação do Estado, para lá do seu significado Jurídico-político, é o reassumir formal e integral da condução do nosso destino. Isso faz do organizarmo-nos em Estado ou construir o nosso Estado, tarefa central, vital, para o avanço e [...]

    Read more

    ONG turca doa cinco toneladas de géneros alimentícios às pessoas carentes

    Cinco toneladas de géneros alimentícios foram doados pela ONG turca (HASSENE) sedeada na Alemanha às crianças necessitadas da Guiné-Bissau através da Associação Juvenil para a Reinserção Social (AJURES). Arroz, leite, açúcar e maionese, fazem parte do lote de géneros doados no âmbito da Segunda Edição da tradicional jornada de distribuição de géneros alimentícios durante o [...]

    Read more

    Mamadu Iaia Djaló, líder do Partido da Nova Democracia (PND), demitiu-se esta sexta-feira das funções de conselheiro especial do Presidente da República por questões de "honestidade política". Em carta dirigida ao Presidente José Mário Vaz, o líder do PND justifica a sua decisão alegando "questões de princípios, coerência, transparência e honestidade política" como motivos que o[...]

    Read more

    A antena da Guiné-Bissau da Rede de Paz e Segurança para as Mulheres no Espaço da CEDEAO (RPSME) promoveu, hoje, uma marcha das mulheres pela paz e estabilidade, para ultrapassar a atual crise vigente na Guiné-Bissau. O evento decorreu do aeroporto Osvaldo Vieira à Praça dos Heróis Nacionais, uma distância de cerca de sete quilómetros A responsável da organização na Guiné-Bissau[...]

    Read more

    ENTRENÓS KU NÓS : Desafio ao PRS - Partido da Rebovação Social

    “A Liberdade Mental deve ser da autoria do Próprio Individuo”- Dr. Kumba Yalá Desde as eleições muito tenho escrito sobre a Guiné- Bissau, mas nunca tinha dedicado umas linhas ao maior partido da Oposição. Melhor, ao Partido do arco da governação. Um partido que, num total de 102 deputados na assembleia da república, por ter 41 deputados merece toda a atenção de todos os [...]

    Read more

    O Presidente do Sindicato Democrático dos Professores (SINDEPROF) disse esta terça-feira (11 de 10) que os professores não podem continuar a receber "magros salários" e a terem uma vida "altamente miserável" e numa condição de insuficiência de salas de aulas. No acto do fecho e da abertura do ano escolar (2015-2016 e 2016-2017) Laureano Pereira da Costa disse que os tempos que agora [...]

    Read more

    Veja mais artigos >>