• A chefe nenhum falta solidariedade. Por esta qualidade ser parilhada, os que a partilham são solidários, ou seja, pessoas entre as quais há responsabilidade recíproca e que por isso agem de forma mancomunada. Mais que em qualquer outra esfera de actividade humana, é na política que este fenómeno é observável. Por conseguinte, ter qualquer chefe político, por único responsável duma determinada críse politica, não é abordagem inteligente. Em muitos, ou maioria de casos, o chefe não passa de um mero instrumento dos “solidários”, sem se dar conta, porque do lado destes, há mais competência, experiência e longevidade no que concerne a conspirações de todo o tipo, visando apenas e sempre, o fito de proteger os seus inconfessáveis interesses. Operam de modo cirurgico, fazendo uso de um complexo e refinado arsenal de intrigas, bajulação, engodos diversos. Até a própria vida se dizem dispostos a ofrecer em defesa do chefe. Mas quando o fim da crise acaba por implicar acções violentas, só o chefe é vitima. Assim aconteceu com o Ansumane Mané, (Morto 2000), Kumba Yala (Deposto 2003), Nino Vieira (assassinado 2009), Cadogo (Deposto 2012), para falar que destes. “Os solidários” que estimularam e apoiaram estas figuras até à desgraça, ficaram e não desarmaram até hoje. Por dever de solidariedade com pessoas que me merecem estima e respeito, peço licença para sugerir aos detentores de chefias políticas nos dias que correm, nomeadamente Presidentes, que tenham em devida conta este facto, analisem, cada “solidário” e “solidariedade”, de modo a se livrarem dos que preferem o SUU (atiçar) em vez de NÓ KUMPU (construamos).
    Na sua obra, Power: A New Social Analysis, Bertrand Russel oferece esta lição, sobre a qual vos proponho meditar:
    “ OS FÍSICOS PODEM MEDIR COM BASTANTE PRECISÃO A RELAÇÃO DE ENERGIA E FORÇA ENTRE OBJECTOS INANIMADOS, AO PASSO QUE O PODER SE REFERE A RELAÇÕES HUMANAS MAIS EFÉMERAS, QUE MUDAM DE FORMA CONSOANTE AS DIFERENTES CIRCUNSTÂNCIAS”.

    Em Fevereiro de 2012 (como se pode confirmr pela data), porque me pareceu que os “SOLIDÁRIOS” estavam a levar mais um “chefe” à desgraça, registei esse sentimento neste poema que vos brindo.

    Mantenhas

    AMIGO DO CHEFE

    Amigo doce que nem figo
    nada diz nem faz sem olhar para o seu umbigo-Chefe
    Sim senhor
    sim Senhor meu Senhor
    é refrão do canto ao Chefe

    Tê-lo contente
    p’ra estar à frente só por amizade
    dá-lhe folgo
    garra
    fé na vitória

    Na maratona em pista circular
    à volta do Chefe
    o nº um e único no pódio
    é inseguro
    mas incansável no aplaudir
    polir
    louvar

    Víbora activa e cativa
    p’ras operações de mordedura venenosa
    à sombra do amigo
    Ignora a Republica
    os amigos
    a família
    embriagado pela aguardente do cano traseiro do Chefe
    que lhe basta para ganhar peso e odor sem calor

    Lágrimas de riso do Chefe
    quando novo amigo concorrente
    diz que o ausente é incompetente
    Que comovente
    Assim é e se faz presente o amigo do Chefe

    ED: Lisboa. 19.02.12

  • Voluntários fazem limpeza no Hospital Militar Principal

    O quinto grupo dos finalistas da Unidade Escolar «23 de Janeiro», Bloco 2, com o objetivo de contribuir para a melhoria das condições higiênicas do hospital Militar, em Bissau realizou, no sábado trabalhos de limpeza voluntária no recinto daquele centro hospitalar, inclusive o tratamento do relvado. Na ocasião, o presidente da comissão organizadora dos trabalhos prometeu desenvolver [...]

    Read more

    «DAMA COTCHE»: ARTISTA DE CHARME

    DAMA COTCHE, nome artístico de Elitátia Cotchelita Pereira Cá, manteve uma entrevista com a GN durante a qual falou-se um pouco de tudo; os primeiros passos no mundo da música, os seus projetos e… a sua vida como artista e como jovem com muito caminho a percorrer pela vida fora... A artista da “nova geração” é autora e compositora. “Eu é que componho as minhas músicas. Começo [...]

    Read more

    SINDEPROF desmente declarações da ministra da Educação sobre pagamento de salários aos professores

     “É triste quando um alto responsável de um órgão da soberania do país se dá ao luxo de fazer tais declarações”, lamentou Armando Vaz do SINDEPROF esta terça-feira. Conforme o sindicalista, «infelizmente», desde o anuncio da ministra, segunda-feira  qualquer professor que já passou pelos bancos saiu de lá muito chocado pois, «nenhum dinheiro foi colocado nos bancos». [...]

    Read more

    CHUVA DE RUMORES EM BISSAU - POPULARIDADE DE JOMAV AQUÉM DE ZERO

    CHUVA DE RUMORES EM BISSAU - POPULARIDADE DE JOMAV AQUÉM DE ZERO O PAÍS VAI MAL. No espaço de dois anos o actual Governo é o QUINTO Governo da legislatura. Há salários em atraso; o Executivo governa sem Programa nem Orçamento (o limite legal do recurso a duodécimos foi atingido); as escolas públicas estão encerradas devido a greve dos professores. A Assembleia Nacional Popular [...]

    Read more

    AS FINANÇAS PÚBLICAS: Problemas e Soluções (2)

    O pagamento do salário, na Guiné-Bissau, constitui um das questões que afectam consideravelmente o funcionamento normal das instituições do país e, consequentemente, contribui para a sua fragilização, originando distorções e injustiças gritantes na sua Administração Pública. A título ilustrativo, verifica-se que o salário auferido por um servente é pago 60 vezes pelo mais alto [...]

    Read more

    “CARTÃO DE VISITA” DA GUINÉ-BISSAU - ABÚ CANTA E ENCANTA BISSAU COM ÁLBUM “MAIS UM CHANCE”

    O jovem músico, Abubacar Bailó Camará (Abú) que para alguns críticos da música guineense “é uma promessa da nova geração de músicos capaz de levar o bom nome do país aos grandes palcos internacionais”, trouxe ao público o seu primeiro álbum discográfico intitulado “Mais Um Chance.” Eram por volta das 22 horas e alguns minutos do dia 10 do corrente mês que o jovem músico,[...]

    Read more

    A SOLUÇÃO DA CRISE ESTÁ À MÃO DE SEMEAR

    «Kadda kusa ku si kumsada i ta tem si fim son si Deus ka misti ki kata kaba!» (Tudo o que começa acaba; só não acaba se Deus não quiser!) – José Carlos Schwarz músico guineense. A crise que se vive na Guiné-Bissau começou algures mas, para não esgravatar a história recente do PAIGC, Partido vencedor das últimas eleições gerais, vamos situar o ponto de partida na Assembleia [...]

    Read more

    PAIGC É UM MAL NECESSÁRIO?

    A Guiné-Bissau vive uma grave crise política e institucional quando, em condições normais, devia estar longe dessa situação devido a particularidade do cenário político. Vencedor das eleições democráticas de 2014, o PAIGC, apoiante do candidato presidencial vitorioso, enquanto primeira força política do país tem vindo a demonstrar incapacidade de gerir o poder absoluto que detém. [...]

    Read more

    Presidente da Liga investido para mandato de quatro anos: PGR promete tudo fazer para que os direitos humanos sejam respeitados

    Augusto Mário da Silva foi investido esta terça-feira ao cargo de presidente da Liga Guineense dos Direitos Humanos (LGDH), numa cerimónia presidida pelo Procurador-Geral da República, para um mandato de quatro anos. O presidente da LGDH foi eleito no 3º Congresso Ordinário da organização realizado no dia 16 de Maio passado. O PGR Hermenegildo Pereira, expressou o compromisso público[...]

    Read more

    Ensino Público : Aberto novo ano lectivo 2015-2016

    O ano lectivo 2015/2016 sob o lema "De mãos dadas para uma Educação Inclusiva" foi aberto oficialmente esta segunda-feira (11 de outubro)  em Bissau, numa cerimónia presidida pela ministra da Educação Nacional, Maria Odete Costa Semedo. Na ocasião, a ministra explicou que o acto se realizou graças a coragem do seu pelouro, uma vez que o país se encontra mergulhado há dois meses numa [...]

    Read more

    Veja mais artigos >>