• Reação à queda do Governo :Movimento Patriótico rejeitará constituição de Governo de unidade nacional

    15 août 2015 | Sociedade | Admin
  • O líder do Movimento Patriótico manifestou-se sexta-feira contra uma eventual constituição de um Governo de unidade nacional, mostrando a sua inexistência na Constituição da República.

    Por isso, defende que se não for o PAIGC, se não for uma nova maioria, então que se dissolva a Assembleia Nacional Popular permitindo ao povo eleger novos parlamentares.

    José Paulo Semedo lembrou que o seu partido havia enviado uma mensagem ao ex-primeiro ministro Domingos Simões Pereira em que lhe aconselhava a formar um governo especificamente do PAIGC e não Governo de coligação, deixando desta forma o Partido da Renovação Social fazer oposição.

    Os partidos restantes na oposição não têm acesso a dados, referiu o político sublinhando que as opções políticas fazem-se pelo conhecimento de factos.

    “Isso é que obrigou o Presidente da República a fazer o papel da oposição”, afirmou José Paulo Semedo.

    Segundo o líder do Movimento Patriótico a falta de oposição com pretexto de procura de consenso, equilíbrio e estabilidade política, resultou na demissão do Governo.

    Em relação a crise política reconheceu que a saída mais indicada passava pela remodelação governamental, descartando o derrube do Governo saído das urnas.

    Semedo aproveitou a oportunidade para alertar o PAIGC que assuma a situação, uma vez que o mundo não termina por aqui, e que seja indicada uma outra figura para Primeiro-Ministro.

    “Porque, isso ajudaria o equilíbrio social, político, e, daí, avançarmos para frente, pelo que, o partido não dispõe de uma única figura. O PAIGC é que ganhou as eleições e não Domingos, razão pela qual pode fazer mudança do pessoal inclusive do próprio Primeiro-Ministro”, explicou o líder partidário.

  • O Sindicato Democrático dos Professores (SINDEPROF) prometeu, hoje, avançar, no dia 20 do corrente mês, com um pré-aviso de greve no sector do ensino por alegado não cumprimento pelo governo do memorando de entendimento assinado entre as partes. Em entrevista concedida ao Gazeta de Notícias, o vice-presidente daquela organização sindical, Eusébio Có acusou o executivo, na pessoa da [...]

    Read more

    Em resposta ao apelo das organizações da sociedade civil guineense agrupadas na Aliança Nacional para Paz e Democracia que decidiu avançar para desobediência civil a nível nacional, hoje, o Sindicato  dos Motoristas e Rodoviários da Guiné-Bissau (SMR) revelou que não vai aderir à iniciativa, por considerar os atuais acontecimentos no país de cunho político e que devem ser resolvidos [...]

    Read more

    BACIRO EMBALÓ ASSASSINADO EM GÃ MAMUDO : &quote;REGISTO BIOGRÁFICO&quote;

    Acontece que no dia 19/08/2016, aladje Baciro Embalo, mais conhecido por Aladje Baciro Embalo, mais conhecido por Aladje Sidi Cantchungo barbaramente assassinado a tiro, a queima roupa, junto a porta da sua casa, em Gã Mamudo, sector de Mansoa região de Oio, por um homem desconhecido. O aladje Seidi Cantchungo, foi surpreendido pelo assassino, quando se preparava para ir realizar a sua [...]

    Read more

    «Não há crise política na Guiné-Bissau, mas sim impasse institucional» - Soares Sambu, ministro dos Negócios Estrangeiros A situação na Guiné-Bissau foi novamente objecto de um debate no Conselho de Segurança da ONU. O relatório do secretário-geral não é muito otimista, se o impasse persistir. O Conselho de Segurança mantém as sanções e acredita que esta medida permitiu [...]

    Read more

    O Presidente do Sindicato Democrático dos Professores (SINDEPROF) disse esta terça-feira (11 de 10) que os professores não podem continuar a receber "magros salários" e a terem uma vida "altamente miserável" e numa condição de insuficiência de salas de aulas. No acto do fecho e da abertura do ano escolar (2015-2016 e 2016-2017) Laureano Pereira da Costa disse que os tempos que agora [...]

    Read more

    Baciro Djá «nem aqueceu a poltrona»: como vice-presidente do paigc vai voltar ou não à chefia do próximo governo?

    Baciro Djá foi primeiro-ministro de 13 de Agosto a 09 de Setembro de 2015. Substituiu Domingos Simões Pereira, cujo Governo foi demitido um dia antes, a 12 de Agosto, pelo Presidente da República alegadamente no uso das prerrogativas que a Lei Magna do país lhe confere situação seguida por fortes contestações de uma larga franja do PAIGC, algumas formações políticas, algumas [...]

    Read more

    A HISTÓRIA NÃO ISENTARÁ QUEM NÃO MERECE "Só não acaba o que não começou", diz DITADO BEAFADA. Penso nalguns dos grandes acontecimentos, apenas dos últimos CEM ANOS, que marcaram o MUNDO de forma assaz indelével para serem esquecidos. Podia apontar algumas das grandes invenções científicas que mudaram a vida e a face do mundo mas, inclino a favor destes: - A Primeira Guerra [...]

    Read more

    Greve de professores: SINDEPROF agenda marcha pacífica de reivindicação contra o silêncio do governo

    O SINDEPROF (Sindicato Democrático dos Professores) agendou uma marcha pelas ruas de Bissau esta quinta-feira como forma de chamar a atenção para as causas da reivindicação em curso. É necessário acompanhar a actual greve da classe com uma marcha pacífica no sentido de informar a opinião pública nacional e internacional sobre a posição do governo relativamente as reivindicações da[...]

    Read more

    ONG turca doa cinco toneladas de géneros alimentícios às pessoas carentes

    Cinco toneladas de géneros alimentícios foram doados pela ONG turca (HASSENE) sedeada na Alemanha às crianças necessitadas da Guiné-Bissau através da Associação Juvenil para a Reinserção Social (AJURES). Arroz, leite, açúcar e maionese, fazem parte do lote de géneros doados no âmbito da Segunda Edição da tradicional jornada de distribuição de géneros alimentícios durante o [...]

    Read more

    Depois da crise política e institucional fazer o quê?

    Carlos Correia é o nome indicado pelo presidente do PAIGC, com aprovação do Bureau Político, como “candidato alternativo ao cargo de Primeiro-Ministro” (número 2 do artigo 40 dos estatutos do PAIGC). O Presidente da República, deu anuência e, a Guiné-Bissau tem um novo Primeiro-Ministro. Desta feita, um HOMI GARANDI, competente, experiente, de poucas palavras. PAIGC está de [...]

    Read more

    Veja mais artigos >>