• Segurança Pública: Autoridades de segurança desencadeiam acções de combate à onda de criminalidades

    21 octobre 2015 | Sociedade | Admin
  • “Todos os dias vamos passar a fazer patrulhamentos através de equipas de rusgas para diminuir substancialmente a onda de criminalidades que está a aumentar no nosso país”, garantiu aquele responsável durante a cerimónia de transferência de dossiês.

    Luís Manuel Cabral disse que dada a situação “dificílima” que o país está a viver, em termos de criminalidade, exige-se a tomada de medidas necessárias e urgentes para pôr cobro a situação de assaltos e roubos que ultimamente tem ganhado grandes dimensões.

    Para Manuel Cabral, a polícia tem o dever de tudo fazer no sentido de proteger a propriedade, os bens dos populares ao nível nacional.

    Por sua vez, o ministro cessante, Octávio Alves afirmou que no plano legislativo ainda há muita coisa por fazer, sobretudo no âmbito dos diplomas que já foram aprovados ao nível do Ministério da Administração Interna, nomeadamente a Lei que cria a Guarda Nacional, em que se incluiu entidades que não deviam ter sido inseridas.

    “Na minha opinião são as instituições tais como a Direção-geral da Migração e Fronteiras e da Fiscap (autoridade de fiscalização marítima) que por equívoco foram incluídos como estruturas paramilitares”, afirmou.

    Por outro lado, disse que não se justifica num país como a Guiné-Bissau com a população que tem, dispor de um sistema dualista de polícias, isto é, uma Guarda Nacional com estrutura de segurança de natureza militar e a polícia civil que é da Ordem Pública, para além da Judiciária que se encontra sob a dependência do Ministério da Justiça.

    A Administração Interna é uma das pastas cujo o ministro ainda não foi nomeado, por rejeição do Presidente da República da pessoa proposta pelo Primeiro-ministro, Carlos Correia.

    Fadel Gomes da silva

  • Minino di nha Terra

    27 janvier 2016 | Cultura
    Minino di nha Terra

    Minino di nha Terra Lundjo ma perto santado ma sin pressa gritos sunhos misti bidá bardade má ‘sperança cu confianca nó cumpanher minino ku na lanta ka bu dissa é robau mass kil ky di bó, bu liberdade dirito di vive na bu terra sin sinti kumá abó y di kintal sin cunsi trato de mufino Minino di nha terra É terra y ká kintal di nin Presidente y ká bulanha di políticos[...]

    Read more

    Crime organizado ganha força nas ilhas da Guiné-Bissau

    Quando lhe apontaram uma pistola, Armando Nhaga virou costas e fugiu da pista de aviação da ilha de Bubaque, Guiné-Bissau, onde trabalha como guarda. Armando, 60 anos, testemunhou ao longo da última década a aterragem de voos clandestinos que se suspeita estarem ligados ao tráfico de cocaína da América do Sul para a Europa. "Na hora em que chegavam diziam-me: 'sai'. E eu saía. Não [...]

    Read more

    A presidente da Rede de Segurança e Paz para Mulheres no Espaço da CEDEAO (REMSICAO) apelou, hoje, segunda-feira, ao mundo, que pautem pela paz, porque só assim poderemos dialogar para resolver todas as questões e, consequentemente, obter a estabilidade e a paz. Elisa Pinto fez saber, numa entrevista alusiva a data, que a organização tem desenvolvido várias ações em prol das mulheres e[...]

    Read more

    GUINE-BISSAU: REFLETINDO EM NOME DAS GERAÇÕES FUTURAS EIS ALGO PARA PENSAR…

    Desde o início da sua história, a Guiné-Bissau tem sido sempre um país diverso. Se você ler os boletins culturais e/ou outras publicações emitidas pelas autoridades portuguesas durante a época colonial, descobre que o território que constitui a Guiné-Bissau era ainda mais diversificada na década de 1940 do que é hoje. Após a independência, mais particularmente nos anos 80, as [...]

    Read more

    Mamadu Iaia Djaló, líder do Partido da Nova Democracia (PND), demitiu-se esta sexta-feira das funções de conselheiro especial do Presidente da República por questões de "honestidade política". Em carta dirigida ao Presidente José Mário Vaz, o líder do PND justifica a sua decisão alegando "questões de princípios, coerência, transparência e honestidade política" como motivos que o[...]

    Read more

    Greve dos professores: Direecção do Sindeprof fala em 100 por cento de aderência

    Segundo Eusébio Có, em conferência de imprensa conjunta promovida pelo SINDEPROF e os candidatos à liderança deste sindicato, muitas das vezes os professores ficam velhos antes do tempo devido à falta de meios e má alimentação. “O SINDEPROF realizou esta conferência de imprensa para exprimir igualmente as suas ideias concernentes a declaração do porta-voz do governo segundo a qual[...]

    Read more

    GUINÉ-BISSAU: De politiquices à instabilidade crónica

    Transitamos para a democracia, mas não olhamos atrás para ver se as raízes do colonialismo e da ditadura estão mortas. Recentemente o país completou um ano de crise institucional entre e intra órgãos de soberania que o deixou sem norte e nem rumo face aos propósitos do desenvolvimento e de boa governação. O atual contexto de incerteza alicerçado num obscurantismo político-jurídico [...]

    Read more

    Greve de professores: SINDEPROF agenda marcha pacífica de reivindicação contra o silêncio do governo

    O SINDEPROF (Sindicato Democrático dos Professores) agendou uma marcha pelas ruas de Bissau esta quinta-feira como forma de chamar a atenção para as causas da reivindicação em curso. É necessário acompanhar a actual greve da classe com uma marcha pacífica no sentido de informar a opinião pública nacional e internacional sobre a posição do governo relativamente as reivindicações da[...]

    Read more

    GOVERNO PREVÊ ATINGIR 21 MEGA WATTS ATÉ FINAL DESTE ANO

    O governo decidiu aumentar a produção energética para Bissau de sete pata 17 megawatts, anunciou quarta-feira numa conferencia de imprensa, o ministro da Energia e Industria, Florentino Mendes Pereira. Mendes Pereira falava apos a assinatura de um contrato para o efeito com a empresa de fornecimento de energia denominada Aggreko PLC. Segundo o ministro, com a reparação de um grupo de [...]

    Read more

    A CAMINHO DA RECONCILIAÇÃO NACIONAL

    A comissão preparatória da conferência nacional “caminhos para paz e o desenvolvimento” realizou no sábado um retiro em Canchungo com o objectivo de identificar, elaborar, e ajustar as definições do conceito reconciliação e adaptá-lo de forma a preparar os passos que se seguirão. O Padre Domingos da Fonseca presidente da comissão preparatória da Conferencia Nacional Caminho para[...]

    Read more

    Veja mais artigos >>